segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Dinâmincas para início ano letivo

                                 
CONHECENDO E APRENDENDO


O objetivo desta dinâmica de primeiro dia de aula é promover a integração entre os alunos e professor, fortalece a comunicação e o relacionamento interpessoal dos estudantes.
Materiais: Um objeto pequeno, podendo ser uma bola por exemplo.
Procedimento: Formar um círculo.
Explicar aos alunos que será dada uma oportunidade para que aprendam mais uns dos outros.
Quem estiver com a bola deve passá-la á outra pessoa que deverá dizer seu nome e revelar algo diferente sobre si (uso lente de contato, por exemplo, ou tenho um cachorro).
Quando todos tiverem falado, explicar que na segunda rodada eles terão que passar a bola a alguém e dizer o nome da pessoa e o que ela disse na rodada anterior.
Dicas: Observar quais alunos está prestando atenção e conseguem lembrar-se das informações que seu colega falou. Caso algum tenha dificuldade, pedir que os outros alunos os ajudem.
Apontar a importância de saber ouvir, que muitas vezes estamos muito preocupados com o que vamos dizer que nos esquecemos de prestar atenção no que nos é dito.

Tempo de aplicação: 15 minutos
Número máximo de pessoas: 20
Número mínimo de pessoas: 4





 O BARBANTE



O objetivo desta dinâmica de primeiro dia de aula é promover a integração entre os alunos e professor, fortalece a comunicação e o relacionamento interpessoal dos estudantes.
Materiais: Um objeto pequeno, podendo ser uma bola por exemplo.
Procedimento: Formar um círculo.
Explicar aos alunos que será dada uma oportunidade para que aprendam mais uns dos outros.
Quem estiver com a bola deve passá-la á outra pessoa que deverá dizer seu nome e revelar algo diferente sobre si (uso lente de contato, por exemplo, ou tenho um cachorro).
Quando todos tiverem falado, explicar que na segunda rodada eles terão que passar a bola a alguém e dizer o nome da pessoa e o que ela disse na rodada anterior.
Dicas: Observar quais alunos está prestando atenção e conseguem lembrar-se das informações que seu colega falou. Caso algum tenha dificuldade, pedir que os outros alunos os ajudem.
Apontar a importância de saber ouvir, que muitas vezes estamos muito preocupados com o que vamos dizer que nos esquecemos de prestar atenção no que nos é dito.

Tempo de aplicação: 15 minutos
Número máximo de pessoas: 20
Número mínimo de pessoas: 4




ENCONTREI UMA NOVA PROFISSÃO-

 MOTIVAÇÃO PARA PROFESSORES

O objetivo dessa dinâmica para professores e motivação é estimular a criatividade, explorar a comunicação e mostrar aos participantes que sua profissão tem um valor único para o futuro de uma nação.
Materiais: Papéis com lista de profissões inovadoras:

Envernizador de escadas
Pedicure de elefantes
Designer de túmulos
Redator de cartões de boas-festas
Afiador de agulhas de tricô
Digitador de faxes
Chofer de carruagem
Pintor de rodapé
Dentista de canários
Soldador de trombone

Procedimento: Cada participante, por sua vez, irá pegar um papel com uma profissão inovadora.
O participante deverá então realizar uma apresentação de 2 minutos de acordo com o papel que pegar, explicando o que esse profissional faz, quais suas vantagens e desvantagens.
Os participantes poderão realizar perguntas sobre a profissão durante ou após a apresentação.
Dicas: Iniciar o processamento abrindo espaço para que os participantes façam comentários sobre sentimentos, dificuldades, facilidades e outros que o grupo julgar importantes.
Observar se o participante é espontâneo, criativo e comos se comunica. No final o coordenador deverá explicar sobre a verdadeira importância de um professor na vida de seus alunos, sua função como mestre e exemplo a seguir.


Tempo de aplicação: 40 minutos
Número máximo de pessoas: 20
Número mínimo de pessoas: 2




BRINCANDO COM O DICIONÁRIO

Objetivos dessa dinâmica para educação infantil é incentivar o uso do dicionário que amplia o vocabulário, melhora a interpretação da leitura e esclarece as dúvidas ortográficas.

treinamentos e dinamicas para educação infantil


Através desse jogo o aluno sente-se incentivado a descobrir o significado da palavra desconhecida e familiariza-se brincando com o uso do dicionário.
Preparação e Material: Um dicionário, folhas de papel, lápis ou caneta, lousa para anotar as respostas e a pontuação dos grupos.
Desenrolar: Divida a classe em grupos. Apenas um dicionário será utilizado por um grupo a cada rodada.
O primeiro grupo, que terá o dicionário em mãos, escolherá uma palavra do dicionário que ache desconhecida por todos, falando-a em voz alta para os demais grupos.
Se houver algum integrante de qualquer grupo que saiba a resposta correta ao ser anunciada, antes de começar a rodada, marca 4 pontos para o seu grupo.
Cada grupo escreverá numa folha um significado para a palavra, inclusive o grupo que tem o dicionário em mãos, que colocará a definição correta.
A professora recolhe as folhas e lê todas as definições, inclusive a correta.
Escreve as respostas na lousa.
Cada grupo escolhe a definição que achar certa.
O grupo conta a definição correta.

A professora marca na lousa os pontos dos grupos de acordo com a seguinte regra:
2 pontos = para o grupo que deu a resposta correta.
3 pontos = para o grupo que escolheu a palavra, se ninguém tiver acertado ou 1 ponto para cada acerto por grupo.
4 pontos = para o grupo que tiver um integrante que saiba a resposta correta ao ser anunciada, antes de começar a rodada.
O jogo continua até que todos os grupos tenham escolhido a palavra no dicionário ou até que algum grupo tenha atingido um número de pontos estipulado anteriormente pela classe




A família ideal

O principal objetivo dessa dinâmica de integração para professores e educadores em geral é trabalhar o valor do trabalho em equipe e a importância do planejamento para a realização de alguma atividade.
Material: oito corações de papel; em cada um deles estará escrito uma característica da família ideal: comunicação, respeito, cooperação, união, compreensão, fé, amizade, amor.
Desenvolvimento:
1 - O coordenador convida os presentes a formarem, espontaneamente, equipes em número não inferior a cinco pessoas. Escolhem um nome de família e, colocando-se a uns cinco metros do animador, ouvem as regras da dinâmica.
A dinâmica consiste em descobrir a equipe que melhor reflete as características de uma família ideal. Para isso, todos devem enfrentar uma série de provas. Para algumas, são concedidos vários minutos de preparação. Outras, porém, devem ser realizadas de imediato. A família (equipe) que vence uma prova, recebe um coração. As últimas atividades realizamse em conjunto (duas equipes se unem).
2 - O coordenador vai propondo as equipes as diferentes provas:
a) A família que chegar primeiro junto a ele, com a lista de todos os seus integrantes, recebe o coração da Comunicação.
b) A família que melhor representar uma cena familiar, recebe o coração do Respeito. Dispõem de quatro minutos para a preparação desta prova.
c) A família que conseguir formar primeiro uma roda de crianças, recebe o coração da Cooperação.
d) A família que conseguir primeiro cinco cadernos e cinco lápis ou canetas, recebe o coração da Compreensão.
e) A família que melhor representar, através da mímica, um ensinamento de Jesus, recebe o coração do Amor. As equipes dispõem de quatro minutos para preparar esta prova.
f ) As famílias (nesta prova, trabalha-se em conjunto com outra equipe) que apresentarem a Miss ou o Mistermais barrigudo (usam-se roupas), recebem o coração da União. As equipes dispõem de três minutos para se preparar.
g) As famílias (as mesmas equipes em conjunto) que apresentarem o melhor conjunto vocal, recebem o coração da Amizade. As equipes dispõem de quatro minutos para se preparar.
h) As famílias (as mesmas) que apresentarem o melhor “slogan” recebem o coração da Fé. Dispõem de quatro minutos para se preparar.
3 - Em equipe avalia-se a experiência. Para que serviu a dinâmica ?
Como cada um se sentiu durante o exercício ? Como foi a participação de sua equipe?
4 - As respostas são comentadas em plenário e, a seguir, associa-se esta experiência à vida do grupo.
De que maneira pode associar a dinâmica à vida do grupo? Que podemos fazer para que haja mais integração ?
Dicas: Em equipe avalia-se a experiência dos professores e educadores: Para que serviu a dinâmica? Como cada um se sentiu durante o exercício? Como foi a participação de sua equipe? As respostas são comentadas em plenário e, a seguir, associa-se esta experiência à vida do grupo. De que maneira pode associar a dinâmica à vida dos professores e educadores?
Observar e pontuar se tiveram facilidade para trabalhar em equipe, se surgiram lideranças, a capacidade de planejamento e realização dos participantes.
Tempo de aplicação: 40 minutos
Número máximo de pessoas: 20
Número mínimo de pessoas: 4





Terremoto

É hora de fazer com que os membros de sua equipe, escola, empresa ou até mesmo de sua casa aprendam a trabalhar em equipe, deixem de lado o egoísmo e pensem coletivamente a fim de atingir um objetivo maior.
Materiais: Espaço livre para que as pessoas possam se movimentar, mas quanto menor o espaço mais trombadas.
Participantes: Devem ser múltiplos de três e sobrar um. Ex: 22 (7x3 = 21, sobra um) -Material: Para essa dinâmica só é necessário um espaço livre para que as pessoas possam se movimentar
Desenvolvimento: Dividir em grupos de três pessoas, lembre-se que deverá sobrar um. Cada grupo terá 2 paredes e 1 morador. As paredes deverão ficar de frente uma para a outra e dar as mãos (como no túnel da quadrilha da Festa Junina), o morador deverá ficar entre as duas paredes. A pessoa que sobrar deverá gritar uma das três opções abaixo:
1 - MORADOR!!! - Todos os moradores trocam de "paredes", devem sair de uma "casa" e ir para a outra. As paredes devem ficar no mesmo lugar e a pessoa do meio deve tentar entrar em alguma "casa", fazendo sobrar outra pessoa.
2 - PAREDE!!! - Dessa vez só as paredes trocam de lugar, os moradores ficam parados. Obs: As paredes devem trocar os pares. Assim como no anterior, a pessoa do meio tenta tomar o lugar de alguém.
3 - TERREMOTO!!! - Todos trocam de lugar, quem era parede pode virar morador e vice-versa. Obs: NUNCA dois moradores poderão ocupar a mesma casa, assim como uma casa também não pode ficar sem morador. Repetir isso até cansar...
Conclusão: Como se sentiram os que ficaram sem casa? Os que tinham casa pensaram em dar o lugar ao que estava no meio? Passar isso para a nossa vida: Nos sentimos excluídos no grupo? Na Escola? No Trabalho? Na Sociedade? Sugestão: Quanto menor o espaço melhor fica a dinâmica, já que isso propicia várias trombadas. É muito divertido!!!
Tempo de aplicação: 30 minutos
Número máximo de pessoas: 31
Número mínimo de pessoas: 4


Um comentário: